10 Lições que aprendi lendo Roube como um artista de Austin Kleon

24 janeiro 2021 Recife - PE, Brasil

Roube Como um Artista | Austin Kleon | 106 páginas | Não-ficção | 2012 | ⭐⭐⭐⭐⭐+💕


Primeiramente, quero indicar esse livro para TODAS as pessoas, mas especialmente àquelas que gostam das áreas criativas. Roube como um artista ensina você a ter um bom relacionamento com a criatividade na era digital, além de te transformar no mestre dos furtos.


Em todas as áreas de atuação tenho certeza que uma hora ou outra você vai precisar da criatividade, e pensar fora da caixa pode facilitar muito a nossa vida e carreira. E com esta leitura curtinha de 160 páginas, aprendi muitas lições importantes para preservar e florescer a minha criatividade. 


Por isso, hoje quero compartilhar todas as 10 lições que aprendi com Roube Como um Artista de Austin Kleon


1. Nada é original


O livro já começa defendendo a ideia de que nada é original, mas sim fruto de referências, inspirações, influências ou furtos. Porém vivemos carregando o fardo de ser completamente originais, esperando que uma ideia diferente de tudo que já existiu surja na nossa mente para dar início a algum projeto.

A primeira lição que aprendi com essa leitura foi que se começarmos a abraçar as influências e utilizá-las no nosso processo criativo, ficará mais fácil viver em harmonia com a criatividade.

Você deve se dispor a consumir/devorar/roubar o que quer que seja: músicas, filmes antigos, filmes novos, projetos de sucesso, livros, pinturas, sonhos, conversas, notícias, fotografias, ativistas, artistas, selecione apenas coisas que tocarem à sua alma. Quanto mais você conhecer maior será o seu repertório e mais autêntico será o seu trabalho.

Na hora de criar o segredo é colocar suas referências na mesa e adaptar o seu projeto com os recursos que você tem. Roube tudo o que te inspire ou abasteça sua imaginação.
 

2. Investigue cada detalhe


Aprendi que nunca é demais dar um Google quando uma pequena dúvida surgir. Ser criativo também é saber solucionar problemas com facilidade e conhecer um pouco de tudo ajuda muito a ter boas ideias. Ter essa curiosidade sobre o mundo em que vivemos é importantíssimo para ser alguém mais criativo.


Não faça uma pergunta antes de você dar um Google nela. Você vai encontrar a resposta ou vai acabar esbarrando numa pergunta melhor.


No livro o autor fala o quão importante é mastigarmos  um pensador (ou alguém exemplar) que realmente amamos, se auto intitule seu aprendiz e investigue cada detalhe sobre ele e suas influencias. Assim você estará pronto para construir suas próprias referências.

3. Tenha um arquivo de furtos


É essencial manter um arquivo de furtos, carregar um caderno e uma caneta onde quer que você vá te ajuda a não esquecer grandes ideias, e elas surgem nos momentos mais aleatórios então não deixe de ter um cantinho exclusivo para essas anotações. Lembrando que seu arquivo pode ser online também.

As minhas ideias surgem à noite, principalmente depois que estou deitada e pronta pra dormir, então sempre deixo meu celular por perto para anotar e depois passar para o caderno.

4. Entenda o que é síndrome do impostor


Aprendi o que significa "síndrome do impostor" e como ela me afetava entes mesmo de eu saber o significado.

Uma pessoa que tem dificuldade de internalizar suas realizações, que não se sente merecedor do seus próprios resultados, o famoso "eu sou uma fraude". As vezes quando tudo está indo bem e as coisas começam a dar certo pra gente, surge uma força que nos impede de seguir em frente, pode ser o medo de assumir outras responsabilidades ou apenas a insegurança de não estar pronto.

E lendo o livro a gente pode observar que a verdade é que nenhum de nós está totalmente seguro de que faz um trabalho realmente criativo. Trabalhar com criatividade é se arriscar mesmo não estando pronto pra isso.

5. Comece copiando



Comece copiando os seus heróis. Não estamos falando de plágio, copiamos desde que nascemos (o comportamento dos nossos pais, o estilo das pessoas que nos inspiram e etc) e é dessa forma que aprendemos e descobrimos mais sobre nós mesmos. 

A razão de copiar não tem como objetivo recriar um estilo/aparência e reproduzir trabalhos parecidos, mas sim enxergar a fórmula, a ideia e internalizar a maneira como os seus heróis enxergam o mundo, até você encontrar a sua própria visão de mundo.

6. Ideias não vêm dos laptops


É imprescindível largar as telas por mais que você trabalhe com isso. Austin Kleon toca muito na tecla de que os computadores são ótimos para editar ideias mas não para gerar ideias, pois estamos a todo tempo sujeitos ao "delete". 

Quando usamos o PC pra criar algo já começamos editando sem ao menos ter alguma ideia, apagamos e refazemos e as vezes sequer saímos do lugar. 

Mesmo amando meu computador, acho que computadores roubaram o sentimento de que estamos verdadeiramente fazendo coisas.

Uma das dicas do autor é ter no seu espaço de trabalho um lado analógico: sem nenhum tipo de objeto eletrônico, apenas canetas, papel, cadernos, um local para soltar sua criatividade e pensar com mais clareza. E outro lado digital: que você vai usar para editar suas ideias, postar e levá-las ao mundo, onde ficam todos os objetos eletrônicos.

Roube como um artista, deixa claro que precisamos achar uma maneira de fazer o nosso corpo ser parte do trabalho criativo, a união do corpo com a mente faz o nosso cérebro disparar e pensar melhor.

E aí vem a importância do trabalho manual, desenhar, escrever a mão, fazer rascunhos das suas ideias no papel, todo esse trabalho mais dinâmico é mais divertido e estimula a sua mente, ajudando a gerar melhores ideias.

7. Procrastinação produtiva


Pela primeira vez ouvi falar de procrastinação produtiva, que é simplesmente evitar o seu trabalho com o objetivo de descansar a mente e gerar ideias mais produtivas. As vezes quando nos damos um intervalo e vamos fazer alguma tarefa automática como dobrar roupas, é nessa tarefa que a nossa mente está livre e só as mãos trabalhando que surge alguma ideia.

O autor aconselha que nos momentos em que estiver sem ideias, se puder, simplesmente faça uma pausa e vá lavar a louça, fazer uma caminhada, olhe pra um ponto na parede o máximo que puder. Aproveito e dou outra sugestão que aprendi em Mad Men: apenas durma. 

8. Tenha um arquivo de aplausos 


É muito bom ouvir coisas positivas sobre o que fazemos, as vezes quando a síndrome do impostor ataca é muito bom ter um arquivo de aplausos. Um cantinho onde você guarda opiniões positivas sobre o seu trabalho e quando estiver precisando levantar o astral apenas consulte ele.

9. Tenha um diário de bordo


Não é necessariamente um diário íntimo mas um livro em que você registra coisas que faz diariamente. Liste projetos que fez, filmes que assistiu, suas impressões sobre palestras e etc. Ter esses registros detalhados nos ajuda a lembrar de coisas importantes no futuro. 

Estou tentando usar o bullet journal como o meu diário de bordo, faço pequenos registros importantes e aproveito para soltar a minha criatividade na decoração.

Acompanhe o meu bujo aqui

10. Planeje-se


É muito importante ter uma rotina, ou pelo menos reservar um tempo pros seus projetos criativos pessoais. Criar objetivos concretos dar um passo a cada dia e se manter consciente do seu percurso te ajuda a conquistar os seus objetivos. Isso é ser organizado.

Por isso tenha sempre um calendário, agenda online, planner, ou apenas um caderninho. Não precisa ser instagramável precisa mesmo funcionar pra você!

______________________________________________________________

VOCÊ PODE ME AJUDAR AQUI RAPIDINHO? RESPONDA AGORA A PESQUISA DE PÚBLICO DO BLOG CLIQUE AQUI LEVA APENAS 5 MINUTINHOS!

Gostou do post? Segue as redes sociais do blog!


80 comentários

  1. Oi, flor!!!

    Que livro bacana, não conhecia!
    Deve ser muito agradável de ler, vou baixar pra ler no kindle também!
    Amei as dcas ♥

    Beijinhos 😘
    Thay - Sankas Books

    ResponderExcluir
  2. Sabia que eu tenho um caderninho agora? Eu vou anotando ascoisas para não esquecer também e tambem um caderninho diário!
    ADOREI essa de procrastinação produtiva!

    Beijos!
    Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que incrível!! Compartilha com a gente <3
      Hahaha eu faço muito essa

      Excluir
  3. Olá..
    Adorei o post!
    Ainda não conhecia a obra em questão, mas pelos seus comentários pude perceber que com certeza é um livro que me agradaria. Os ensinamentos são super válidos e, é claro, já anotei a sua dica!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simm, é uma leitura leve e rapidinha cheia de dicas sem enrolação!
      Que maravilhaa, espero que goste <3

      Excluir
  4. Não conheço de tudo o autor mas fiquei curiosa com aquilo que mencionaste!
    http://retromaggie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Nossa, esse primeiro é muito verdade e acabei aprendendo sobre isso na faculdade de moda, por isso é tão importante se inspirar bastante. E síndrome do impostor é bem complicado e extremamente comum, já passei por isso e foi horrível...
    Fiquei curiosa com esse livro :)
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente é muito comum :( mas é muito importante enxergar que ninguém está realmente pronto como o autor fala <3 temos que manter a calma e ir!

      Excluir
  6. Ameeei esse post ♥
    Quando eu li esse livro fiquei totalmente encantada com ele, eu amo arte e gosto dessa parte criativa, apesar de não ser ou não me achar criativa...
    Deu até vontade de ler novamente :)
    Ótimo post!

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo, Val <33
      Eu também, desde o ensino médio tenho esse livro na minha listinha pra ler, justamente por me interessar por arte e criação <3
      Espero que leia de novo, é tão curtinho

      Excluir
  7. Que dicas incríveis Bruna, inclusive esse arquivo de aplausos podemos colocar como testemunhos ou prova de vida no instagram.
    Big Beijos,
    Lulu on the sky

    obs: Estou com uma pesquisa de público no blog, se puder responder, ficarei feliz.

    ResponderExcluir
  8. Adorei saber das coisa que você aprendeu com o livro, amo livros que nos dão lição de vida e nos ajuda na criatividade. Com certeza irei ler, estou até procurando ele em PDF para ler. E concordo com praticamente tudo que você disse; nada se cria, procrastinar não nos leva a nada, poder sair e apreciar o momento é tudo, não apenas ficar em frente ao computador ou celular. E acima de tudo, ser a gente mesmo é incrível!
    Beijos. 
    Diário da Lady

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostouu! Espero que leia ele, é tão curtinho que a gente fica querendo mais <3
      Tem em PDF no LeLivros, amiga!

      Excluir
  9. Eu adoro esse livro. Como trabalho com marketing e propaganda, estou a todo momento trabalhando com criatividade e inspiração também, e foi incrível ler esse livro.
    Adorei todas as lições que você trouxe, é isso mesmo!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  10. Esse livro é necessário demais, principalmente quem trabalha com criatividade!
    Foi um dos melhores que li no ano passado. Ainda quero ler outros desse autor.
    bjs www.diadebrilho.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente!
      Ele tem outras livros nessa pegada mais curtinha e eu quero muito ler também!

      Excluir
  11. Amei as dicas desse livro, é sempre bom se desconectar e deixar nosso cérebro trabalhar na velocidade do papel. Dá mais tempo de produzir algo.
    Vou procurar esse livro para ler
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Muito bacana a postagem! Estou em dúvida se li ou não esse livro, mas se não li ele está na minha lista a tempos.

    https://www.biigthais.com/

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  13. Esse é o tipo de livro que eu gosto de ter em casa para fazer as anotações nele mesmo e você tirou muitas lições importantes, realmente nós já nascemos nos inspirando nas pessoas que mais convivemos. E cada lição dessa é mega importante.
    Beijos.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh que interessante! Livros de não ficção sempre me fazem anotar muita coisa
      Simm, são tantas informações e tudo sem enrolação, por isso eu amei!

      Excluir
  14. Ei, Bruna, tudo jóia? Esse livro parece ser um máximo, e eu já pretendo aderir algumas dicas. Eu estou com um projeto em mente, ideias anotadas no bloco de notas, mas o botão delete tem sido um grande problema, mas a dica do papel e caneta talvez seja a "cartada" que eu preciso. Obrigada por compartilhar as dicas e beijos!

    Books House

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E é, meu trabalho vai ser panfletar ele sempre que puder hahaha
      Ahhh espero que consiga caminhar melhor com o projeto! <3

      Excluir
  15. Olá, Bruna.
    Quanta coisa boa o livro te ensinou. E são coisas que a gente usa no dia a dia, em quase todos o momentos e áreas da nossa vida. Mas é um livro que não leria porque prefiro ler ficção.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simm são dicas muito boas! No meu caso tenho gostado muito de ler não ficção esse ano <3

      Excluir
  16. Ainda não tinha ouvido falar desse livro, que máximo que deve ser! Já fiquei com vontade de lê-lo.
    www.achatadebatom.com

    ResponderExcluir
  17. fiquei muito curiosa com esse livro
    http://retromaggie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Não conhecia o livro, as dicas são bem valiosas e é bem verdade que copiamos desde que nascemos, pois caso contrário nem aprenderíamos a falar.

    Beijos/Kisses.



    Anete Oliveira

    Blog Coisitas e Coisinhas

    Fanpage

    Instagram

    ResponderExcluir
  19. Esse aparenta ser um bom livro!
    Não conhecia, ótimo poste!
    Beijos.
    http://vinteedoisdemaio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Esse livro está na minha lista para ler, e pelo seu post, notei que é um livro muito verdadeiro em tudo o que ensina. Eu mesma também acredito que a criação é evolução de inspirações, nada se cria do nada e não dá pra esperar que a criatividade surja de forma espontânea.
    Ahh e as minhas ideias também surgem antes de dormir e as vezes depois do banho, haha. Uma vez me disseram que isso acontece por que quando o corpo descansa a mente floresce.
    Minha lição favorita foi a seis e descobri que o que eu faço se chama procrastinação produtiva, haha. As vezes estou cansada e sobrecarregada, então largo tudo e vou arrumar a casa ou dormir, depois eu volto muito mais entregue ao que preciso fazer.
    Enfim, amei poder conhecer mais sobre esse livro.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo! Espero que consiga ler logo, é bem curtinho e vale muito a pena <3
      Isso é muito verdade, quando estamos descansadas parece que a cabeça funciona melhor
      SIM, eu sempre vou lavar os pratos ou organizar alguma coisa em casa hahahah

      Excluir
  21. Achei muito interessante.
    Eu não conhecia o livro, mas adorei ver o que você aprendeu com ele.
    Beijos!
    Pam Lepletier

    ResponderExcluir
  22. já vi muita indicação e resenha boa desse livro
    quem sabe eu não dou uma chance?

    beijo
    A mina de fé

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena viu, dá pra ler em 1 dia de tão rapidinho que ele é <3

      Excluir
  23. Bru, esse é um furto do bem, né? :) Escuto falar muito desse livro, mas nunca parei para ler. Adorei as lições que tirou e essa dica do arquivo de aplausos é bem boa. Procrastinação produtiva: amei essa visão! E acho que faço isso, sem querer. Lavar louça e tomar banho são duas atividades bem produtivas por aqui. Sempre surgem ideias! E planejamento é essencial e ver o que funciona para a gente, mais ainda. Enfim, dica mega anotada e quero ler o quanto antes. ♥

    Beijos, Carol
    www.pequenajornalista.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hhahah sim!! Sim as dicas do autor são muito interessantes.
      Quero saber o que você achou quando ler <3333

      Excluir
  24. Oi Bruna! Eu adoro esse livro, releio ele toda hora rs

    Gostei do resumão que você fez. Como adoradora de listas, achei ótimo os tópicos que você criou rs Todos os itens são super importantes, mas o primeiro já tira todo aquele peso das nossas costas. Parece nos permite respirar e simplesmente ser quem somos e criar o que queremos. Sem a pressão de ser único.

    Bjaoo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha eu quero comprar o físico de tanto que amei!
      Que bom que gostou <3 E se criarmos o que gostamos fica mais fácil ser autêntico!

      Excluir
  25. Olá, Bruna

    Não conhecia o livro e achei a proposta muito interessante. Que bom que você conseguiu tirar boas lições da proposta! Espero que elas agreguem muito valor ao seu processo criativo.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  26. Oi
    não conhecia, mas já salvei essa dica aqui, eu gosto dessa parte criativa e achei interessante esses tópicos que você levantou.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  27. Oie!
    Minha maior fonte de inspiração atual é o Pinterest. Amo ficar navegando por lá! rs
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  28. Nossa, como sofro de síndrome do impostor! Estou recorrendo bastante a terapia para lidar com essas sensação, que é horrível! A parte de "ter uma pasta de furtos" eu meio que faço no meu Pinterest, pegando inspirações de coisas que gostaria de fazer, mas no fim, sai do meu jeito, pois sempre acho que pode melhorar algo aqui e ali. Acho que essa é a parte boa de se inspirar e ter um norte, muito melhor do que um plágio.
    Amei esse livro e as lições dele.

    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito difícil lidar com isso, mas terapia ajuda bastante! O pinterest é uma boa dica pra isso mesmo, tenho várias pastas lá e vivo me inspirando <3

      Excluir
  29. Oi!
    Eu tenho uma relação meio confusa com Roube como um Artista, pois eu ficava meio "olha que dicas incríveis" e meio achando que o autor estava chovendo no molhado em relação às suas dicas! Mas eu gosto bastante dos 1 e 7 que você mencionou.

    Beijão
    https://deiumjeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha sim são pequenas dicas e elas meio que se completam! <3

      Excluir
  30. Amei esses ensinamentos, já coloquei o livro na minha lista de preciso ler urgente
    Beijos ♡ Blog | Instagram | Youtube

    ResponderExcluir
  31. Oi Bru, tudo bem?
    Amei cada lição, especialmente porque meu trabalho envolve criatividade. Eu li Siga em Frente do autor e gostei muito. Vou adicionar Roube Como um Artista à minha lista!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  32. Oi, Bruna. Tudo bem?
    Eu gosto muito dos livros do Austin Kleon, principalmente, Mostre Seu Trabalho e esse ano consegui ler o novo dele também. Parece dicas simples e realmente são maravilhosas.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir
  33. Se eu já tinha vontade de ler esse livro, com esse post minha vontade só aumentou. Ele parece ser incrivel.
    Amei muito o seu post.

    Beijinhos
    Renata

    ResponderExcluir
  34. Oi Bruna,
    Li esse livro recentemente e aproveitei muito as dicas também! Apesar de trazer algumas coisas que a gente já sabia, tive uma inspiração bem gostosa assim que terminei e até hoje penso em alguns dos questionamentos que ele trouxe.

    Beijos, Fantasma Literário

    ResponderExcluir
  35. Nossa, que tudo! Eu não conhecia esse livro, mas só de ver as lições que vc tirou dele me deixou com vontade de conferir. E, realmente, muito coisa aí acontece comigo tb. Achei interessante esse lance de "sou uma fraude". Às vezes vem uns pensamentos assim mesmo, em certas ocasiões. Vou procurar por esse livro na Amazon. Dica anotadíssima!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom esse livro! O autor toca em pontos necessários e me fez abrir muito a mente <3

      Excluir
  36. Olá Bruna,

    Nossa adorei esse livro. Vou com certeza procurar ele para leitura, pois vi que da para aprender diversas maneiras de usar a criatividade.
    Dica anotada!

    Bjs
    https://diariodoslivrosblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  37. Oi, tudo bem?
    Esse livro é maravilhoso! E é aquele tipo de leitura maravilhosa pros momentos em que a gente acha que está sem inspiração, ou se sentindo sem criatividade. Tento ler ele sempre que estou precisando de inspiração.
    Abraços,
    AVA
    https://apenasava.com/

    ResponderExcluir

- Caso você tenha um blog deixe o link dele no comentário para que eu possa fazer uma visita! :)
- Quer receber notificação da minha resposta? Clique em "Notifique-me" no canto direito da caixa de comentários.
-Bem Vindo(a) e volte sempre!

Nada Produtiva — Planejamento pessoal, livros & autocuidado © . Theme by STS.